Autoridades se reúnem em prevenção contra a Farra do boi

02/03/18 às 13h13
Atualizado em 02/03/18 às 19h28

 A farra do boi, cuja prática é considera crime, é realizada no litoral de Santa Catarina principalmente no período que antecede a Páscoa. Com o objetivo de prevenir a prática no Município de Tijucas, o Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) discutiu o assunto com representantes da Polícia Civil, da Polícia Militar de Santa Catarina, da Polícia Militar Ambiental, da Companhia de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (CIDASC) e da Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Meio Ambiente de Tijucas, em reunião realizada nesta quarta-feira, 28/02.

Na reunião foi decidido que a prioridade no Município de Tijucas será a atuação preventiva e de orientação, com incursões nos locais típicos de farra na cidade, localizada na Grande Florianópolis. Foi definido também que a Polícia Civil providenciará a investigação prévia dos fatos, tendo em vista as informações da suposta prática da farra do boi em Tijucas. A Polícia Militar Ambiental, Polícia Militar e Polícia Civil também realizarão ações integradas com a CIDASC e o Município de Tijucas nos pontos onde a prática pode acontecer.

Também relacionado à farra do boi tramita, na Comarca de Tijucas, o Inquérito Civil n. 06.2017.00004071-4, cuja a finalidade é apurar existência de estrutura própria para o cumprimento da Lei Municipal n. 758/90. A lei trata da captura e guarda de animais abandonados no âmbito do Município, o que interfere diretamente nos trabalhos relacionados à prática da farra.

Referente a esse assunto, os participantes da reunião concordaram em elaborar um projeto que será submetido, pelo Município de Tijucas, à avaliação do Conselho Gestor do Fundo para Reconstituição de Bens Lesados (FRBL). Com o projeto, a intenção é conseguir recursos para incremento da infraestrutura necessária para dar cumprimento à lei 758/90.

Participaram da reunião o Promotor de Justiça Fred Anderson Vicente da 2ª Promotoria de Tijucas, representante do MPSC, o Delegado de Polícia Civil, Diogo Bastos Medeiros, o Major da Polícia Militar de Santa Catarina, Jefferson Sebastião Vieira, o Tenente da Polícia Militar Ambiental, Charles Wilson de Souza, o Gestor Regional da CIDASC, Jean Fabrício Morais, o Secretário Municipal de Agricultura, Pesca e Meio Ambiente, José Leal Silva Júnior, e a analista da Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Meio Ambiente de Tijucas, Aline Cardoso Souza.

 

MPSC