Bombinhas restringe saída de moradores e entrada de turistas na cidade por 10 dias

29/05/20 às 17h17
Atualizado em 29/05/20 às 17h11

 Em uma live transmitida na tarde desta sexta-feira (29) em seu facebook, o prefeito da cidade de Bombinhas, Paulo Dalago Muller, anunciou novas medidas restritivas que serão adotadas no município para a contenção da transmissão do novo coronavírus. “Eu prefiro sempre pecar pelo excesso de zelo do que pela falta, pelo erro de não ter feito alguma coisa”, comentou o prefeito, logo no começo da live.

As medidas, mais extremas do que as tomadas até o momento, vão restringir por 10 dias, segundo o prefeito, a entrada de turistas na cidade e a saída de moradores. “Pessoas que não são moradores ou que não justifiquem o motivo de estarem vindo a Bombinhas serão barradas, e as pessoas só poderão sair de Bombinhas se isso for realmente necessário”, afirmou o prefeito.

Essa é a primeira vez que a cidade restringe a saída de moradores desde o começo da pandemia. O prefeito baseou sua decisão no aumento de casos registrado nos últimos dias na região. Porto Belo, que faz divisa com Bombinhas, registrou 10 casos a mais em 24h, chegando a 23 nesta quinta-feira (28). Já Itapema, outra cidade próxima a Bombinhas, registrava 63 casos nesta quinta.

Até a transmissão de Paulinho, Bombinhas contava com 11 casos. Segundo o prefeito, todos eles foram casos contraídos fora do município, o que significa que Bombinhas ainda não registra transmissão comunitária. “Todos esses casos foram transmissão fora da cidade. Nós não tivemos ainda transmissão comunitária. Para que isso continue assim, essas medidas terão que ser tomadas”.

Paulinho reforça, ainda, que nenhum comércio que está funcionando no município será fechado. “Tudo continuará aberto, seguindo as recomendações. Essa é a hora de ajudarmos a fomentar a economia da cidade”.

As ações ainda não foram efetivamente decretadas, o prefeito se reunirá com um comitê de crise neste fim de semana para estudar as medidas, que devem ser decretadas no começo da próxima semana.

 

Fonte: Visor Notícias