Bombinhas será fechada para turistas a partir desta segunda-feira

31/05/20 às 19h19
Atualizado em 31/05/20 às 19h56

Foto: Bombinhas/Divulgação

 "E u prefiro sempre pecar pelo excesso de zelo do que pela falta, pelo erro de não ter feito alguma coisa”, disse o prefeito de Bombinhas, Paulo Henrique Dalago Muller, ao anunciar, em live na sexta-feira (29), que medidas restritivas seriam adotadas na cidade para conter o avanço do coronavírus. As decisões são duras. As medidas, mais extremas do que as tomadas até o momento, restringem por 10 dias a entrada de turistas e a saída de moradores. Volta nesta segunda-feira (1), a barreira sanitária na entrada da cidade no período até dia 14 de junho.

A barreira sanitária fará a identificação das pessoas que não comprovarem residência fixa no município, avaliando as condições de saúde via aferição de temperatura corporal e verificação de outros sintomas. Quem estiver retornando de viagens nacionais e internacionais devem firmar termo de compromisso de restrição domiciliar pelo período de sete dias, a exceção de pessoas que comprovarem atividade laboral em outro município e vice-versa. Além disso, haverá a orientação sobre a proibição de entrada e circulação no Município sem o uso de máscaras.


Quanto aos munícipes a orientação será para que somente em casos excepcionais deixem o território municipal, como por exemplo trabalho, consultas médicas ou outro compromisso inadiável, como forma de evitar a contaminação. Nestes 14 dias, ficam proibidas reserva para novos hóspedes em hotéis, pousadas, residenciais, casas, albergues e quaisquer outros meios relacionados à locação para turismo e similares, bem como, novas locações de imóveis residenciais de temporada. Os aplicativos ou plataformas de busca e imobiliárias ficam proibidas de realizar reservas e locações no período disposto no caput. “Pessoas que não são moradores ou que não justifiquem o motivo de estarem vindo a Bombinhas serão barradas, e as pessoas só poderão sair de Bombinhas se isso for realmente necessário”, afirmou o prefeito.

Essa é a primeira vez que a cidade restringe a saída de moradores desde o começo da pandemia. O prefeito baseou sua decisão no aumento de casos registrado nos últimos dias na região. Conforme o último boletim, do dia 29 de maio, Bombinhas tem 12 casos. Segundo o prefeito, todos eles foram casos contraídos fora do município, o que significa que Bombinhas ainda não registra transmissão comunitária. “Todos esses casos foram transmissão fora da cidade. Nós não tivemos ainda transmissão comunitária. Para que isso continue assim, essas medidas terão que ser tomadas”. Paulinho reforça, ainda, que nenhum comércio que está funcionando no município será fechado. “Tudo continuará aberto, seguindo as recomendações. Essa é a hora de ajudarmos a fomentar a economia da cidade”.