Jovem de Canelinha, Dener Machado, ex-Flamengo, se aposenta aos 23 anos, após contusões no joelho

04/01/21 às 12h12
Atualizado em 04/01/21 às 12h51

Foto: Divulgação

 Aos 23 anos, o canelinhense Dener Machado decidiu se aposentar do futebol, após quase três temporada sem poder jogar profissionalmente, devido a uma grave contusão no joelho. O zagueiro comunicou oficialmente através das redes sociais, onde fez críticas ao Departamento Médico do Clube de Regatas do Flamengo.

Cria da base do Figueirense e com passagens pelo Flamengo de 2014 até fevereiro de 2019, com direito a título da Copinha em 2016, ele postou que “após uma cirurgia e uma recuperação mal sucedida por irresponsabilidades e negligências (na qual tenho provas pra poder falar isso) minha carreira tomou um rumo totalmente diferente do qual eu imaginava, dias incansáveis de fisioterapia, idas a academia e ao campo onde novamente sentia o inchaço e as dores, a partir daí retrocedia e voltava à estaca zero, essa foi minha carreira nesses últimos anos. Lembrando que fiz mais duas cirurgias no joelho no meio desse tempo, duas em consequência da tal primeira, que não conseguiram me “curar”! E hoje ainda precisaria de uma nova intervenção, a pior delas, para simplesmente reconstruir boa parte do meu joelho.”

Ele concedeu entrevista ao jornal O Dia, do Rio de Janeiro, onde explicitou sobre o assunto.

De acordo com Dener, a primeira cirurgia foi em 2017. “Comecei o tratamento dedicado, como sempre fiz. Com três, quatro meses, eu comecei a reparar uma frouxidão no meu joelho e relatei isso aos médicos e fisioterapeutas. Eles falaram que era normal, pois teve ganho de massa muscular. Entrei na transição com cinco meses, e essa frouxidão continuava. Eu fazia trabalho de finalização e acabei tendo uma entorse leve no joelho e senti dores. Fiz exames e me falaram que estava tudo certo. Sem problemas. Isso no final de 2017. O joelho inchou, eu tive que parar por duas semanas a transição e voltei depois com o mesmo problema: a frouxidão no joelho”.

“Em começo de 2018, me colocaram para treinar junto com o grupo, mesmo com aquele problema e incômodo, e eu a todo momento relatando. Fiz treinos no profissional. Fiz jogo amistoso no profissional (contra o Tigres) sentindo bastante dores. Sentindo incômodo e frouxidão. Mas, como te falei, fiz exames e me passaram que estava tudo certo. Como eu estava sem espaço e acabava o meu contrato, o Figueirense solicitou a minha volta. Cheguei ao Figueirense e foram me avaliar. Eu passei essa situação do meu joelho, observaram essa situação, acharam estranho e pediram um exame. E foi aí que veio a surpresa. Eu estava sem o cruzado, treinando há oito meses com o cruzado rompido, como se não tivesse feito a cirurgia. E depois, pegamos exames feitos em 2017, apontava que o cruzado estava mal visibilizado, onde qualquer médico ortopedista que pegasse para analisar, viria que precisaria de uma nova cirurgia. Isso não foi passado para mim na ocasião.

“Então, cheguei ao Figueirense, os médicos não me aceitaram, pois estavam com o ligamento rompido e estava treinando mesmo assim. Voltei ao Flamengo e conversaram comigo para não fazer uma nova cirurgia, pois falaram que eu estava treinando há muito tempo e eu iria acabar perdendo muito tempo. Eu pedi para fazer, e a cirurgia acabou sendo realizada. Fiz o tratamento no clube, mas, mesmo assim, eu vinha apresentando falta de flexibilidade no joelho. Eu fiz essa segunda cirurgia na época da Copa do Mundo de 2018. Então o clube estava de recesso. Fizeram a cirurgia e me deixaram de 15 a 20 dias sem mexer o joelho, sem ter o fisioterapeuta para acompanhar. A princípio, iam me oferecer uma clínica de fisioterapia, mas dois dias antes da cirurgia me passaram que era para ficar de repouso em casa. Isso fez o meu joelho ficar duro. Muito duro. Isso causou uma fibrose muito forte. Isso foi descoberto alguns meses já no Figueirense treinando.”

“Fiz uma nova cirurgia já no Figueirense, fiz uma limpeza, a fibrose já tinha pego a cartilagem também. Causou um problemão… meu ligamento cruzado, que tinha sido operado, já estava frouxo também. Eles tinham mexido no meu canto postoraletal, que é a lesão de Thiago Maia (atualmente no Flamengo). É muito chato eu falar isso, mas não posso deixar passar, pois acabou com a minha carreira.”

Quando questionado se os médicos que fizeram as duas cirurgias nos tempos de Flamengo eram funcionários do Rubro-Negro carioca, Dener, novamente, evitou citar nomes e resumiu:

“A primeira cirurgia foi um médico do Flamengo que fez. A segunda foi um especialista fora, mas que operava jogadores do Flamengo também”.

Após uma consulta com um ortopedista particular, Dener Machado decidiu parar de jogar. Depois da realização de exames e consultas, foi constatado que ele terá que fazer uma nova cirurgia para corrigir a lesão no ligamento cruzado no canto posterolateral. Essa será a mais grave cirurgia, onde terá que ficar dez meses em processo de recuperação. “Foi nesse momento que decidi parar de jogar. Eu cheguei ao limite e não dava mais para mim”.

Situação contratual

Dener sempre teve os direitos federativos ligados ao Figueirense. Chegou ao Flamengo em 2014 por empréstimo, e o time catarinense sempre prorrogava o vínculo do zagueiro com o Rubro-Negro. Em 2019, o ex-zagueiro retornou de forma definitiva ao Alvinegro e ficou dois anos sendo tratado pelo departamento médico do Figueira.

“Em 2018, quando voltei para o Figueirense, eles (Figueirense) pediram para me ver antes que eu rescindisse o contrato de empréstimo com o Flamengo. Foi a minha sorte.”

A última partida oficial disputada por Dener foi no dia 19 de maio de 2017, na vitória por 2 a 0 sobre o Avaí, em partida válida pela Copa do Brasil Sub-20, como o próprio relatou.
“Foi esse dia que me machuquei e a última partida oficial que disputei”.

Confecção

No primeiro momento, ele não pretende seguir a vida no futebol. Ao lado da esposa e de outros familiares, o ex-zagueiro irá administrar uma confecção de roupas em Canelinha.

Flamengo
Até o momento, o Clube de Regatas do Flamengo não se pronunciou sobre o assunto.

Fonte: Super FM