Motorista de São João Batista bate em carro estacionado e foge

19/10/17 às 21h21
Atualizado em 19/10/17 às 21h49

Reportagem: Rádio Clube

O motorista de uma Van Sprinter, Placas MDL – 8735, pertencente à secretaria municipal de saúde da prefeitura de São João Batista, bateu em um veículo que estava estacionado na UPA de Florianópolis e fugiu do local. De acordo com as informações, o carro atingido pertence ao prefeito da capital.

O sinistro ocorreu por volta das 13h30 horas desta quinta-feira (19), na Avenida Rio Branco, centro de Florianópolis, mais especificamente na Policlínica municipal. De acordo com informações contidas no boletim de ocorrência, o veículo do prefeito Gean Loureiro estava estacionado em frente a UPA, na vaga de veículos oficiais, quando o veículo da cidade de São João Batista veio a colidir no carro, imediatamente o vigilante do local, que presenciou os fatos, comunicou ao motorista da Van de São João Batista de quem era o carro e pediu para ele aguardasse, momento em que o condutor da Van fugiu do local.

Já com a identificação do carro, a polícia foi acionada e segundo informações foi proposto para que o veículo fosse abordado na rodovia pela polícia rodoviária, mas por ser identificado como veículo oficial da cidade Batistense, e pela boa relação e amizade entre os prefeitos das duas cidades, que foram comunicados dos fatos, os policiais apenas realizarem os levantamentos técnicos e registraram o boletim de ocorrência.

A reportagem da Rádio Clube entrou em contato com a prefeitura de São João Batista, à qual confirmou os fatos e afirmaram que foram tomadas todas as providências cabíveis, e em relação ao motorista da van, eles não confirmaram a identidade do motorista, mas lamentaram o episódio ocorrido e não entenderam o porquê de logo após a colisão o condutor ter fugido do local, haja vista que todos os motoristas trabalham com documentos pessoais e dos veículos rigorosamente em dia, inclusive possuindo seguro.

Ainda segundo a secretaria de saúde de São João Batista o caso deverá ser investigado e esclarecido, pois o local dos fatos não seria a rota de viajem à qual o veículo deveria ter feito.

Confira Parte do relato do Boletim de Ocorrência registrado: