Polícia anuncia Identificação da quadrilha que tentou assaltar o Banco do Brasil em São João Batista

14/02/17 às 14h14
Atualizado em 14/02/17 às 15h02

Fotos: Lucas Eccel e Charles Oliveira – Rádio Clube SJB

 Os detalhes das investigações e da ação da quadrilha que trocou intenso tiroteio com a Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DEIC) em São João Batista, na madrugada de sábado foram divulgados pela Deic na manhã desta terça-feira, dia 14, em Florianópolis. Ao menos seis ataques em Santa Catarina e Rio Grande do Sul podem ter sido cometidos desde 2016 pelos criminosos.

Segundo informações eles são do Rio Grande do Sul, têm antecedentes criminais e foram identificados como sendo Lúcio Mauro Lau, Anderson da Silva Santos e Marcelo de Oliveira Flores da Silva.

O assaltante baleado no local e que está hospitalizado, segundo a Deic, é Jaider Torão Ferreira Júnior, também do Rio Grande do Sul. Foram presos em São João Batista outras três pessoas que fariam parte da quadrilha. Duas delas tiveram os nomes divulgados: Joelci Padilha Pimentel e Enio Sampate de Oliveira. Também há um terceiro preso que seria um empresário de São João Batista que é suspeito de dar guarida ao bando.

— Tratam-se de assaltantes extremamente perigosos, violentos, que fazem reféns e agem com ameaças. Os policiais civis arriscaram a sua vida em defesa da sociedade de São João Batista e da sociedade catarinense. O recado que eu dou é que aqui em Santa Catarina marginais não vão se criar — disse o diretor da Deic.

O delegado da Deic, Anselmo Cruz, responsável pela operação e ferido no tiroteio, ainda está hospitalizado, mas mas não corre risco de morte. Um agente da Deic que também foi ferido já teve alta.

 

 

Diário Catarinense