Praiana anuncia demissão total dos funcionários

13/08/20 às 13h13
Atualizado em 13/08/20 às 13h48

Foto: /Divulgação

Uma informação divulgada pela Auto Viação Praiana repercutiu nas redes sociais nesta quinta-feira (13). Devido a paralização do transporte em meio a pandeia do novo coronavírus, a empresa sofreu o impacto econômico e terá que demitir todos os funcionários que estão com contrato suspenso ou tiveram sua jornada de trabalho reduzida. As cartas comunicando as demissões já estão sendo entregues aos destinatários.

O transporte coletivo está suspenso desde 18 de março, quando um novo decreto exigiu a paralização.

“Devido ao término da MP936 e a paralisação do transporte público no estado de Santa Catarina, viemos através desta informar que todos os colaboradores que estão com o contrato suspenso ou reduzido serão desligados da empresa a partir de amanhã”, informava a nota enviada pela direção aos funcionários.

A direção da Praiana comunicou que, infelizmente, não há mais o que se fazer. “Usamos todos os métodos que estavam ao nosso alcance, como as medidas disponibilizadas pelo governo, empréstimos bancários e societários, todos os recursos foram esgotados para mantermos esse passivo até agora”, disse a empresa.

A empresa possui 220 funcionários e atua a cerca de 57 anos no mercado.

O sindicato dos Motoristas de Itajaí e Região (Sitraroit) informou que também recebeu o comunicado de vários funcionários, mas diz que aguardará uma posição oficial da Praiana nesta quinta-feira. “Vamos esperar sermos comunicado oficialmente da decisão pela empresa, ver qual a proposta, se vai pagar todo mundo certinho, aviso, 13º salário, férias, FGTS, seguro-desemprego. Acreditamos que eles irão acertar tudo direitinho, até pelo nome que eles têm no mercado e a história. A empresa sempre foi séria e sempre pagou certinho”, ponderou o secretário geral do Sitraroit, Carlos César Pereira.