Prazo de entrega do Contorno Viário, na Grande Florianópolis, está mantido para 2021

04/12/18 às 17h17
Atualizado em 04/12/18 às 17h18

 As obras no Contorno Viário da Grande Florianópolis, construção de 50 quilômetros planejada para desafogar o trânsito na BR-101 na região da Capital, foram retomadas nesta segunda-feira. Calcula-se que cerca de 600 profissionais estão atuando nas frentes de obras.

Acompanhe outras notícias sobre o Contorno Viário

Os trabalhos se dividem em terraplenagem, implantação de geodrenos, desmonte e escavação de rochas, fabricação de vigas pré-moldadas, construção de obras de artes especiais (trevos, pontes, viadutos e passagens superiores e inferiores), além de obras de pavimentação.

Na semana passada, a construtora Salini Impregilo, responsável pela execução dos trabalhos, anunciou a demissão de funcionários e redução no ritmo de trabalho em 30 dos 50 quilômetros do canteiro de obras.

Apesar do revés da semana passada, nesta segunda-feira, por nota, a concessionária Arteris Litoral Sul, que administra o trecho e a construção das novas faixas, informou que não houve "nenhum impacto no cronograma geral de entrega do Contorno Viário de Florianópolis, que está mantido para dezembro de 2021".

Ainda de acordo com a Arteris, no trecho Norte em Biguaçu, que está sob a execução da construtora Salini Impregilo, "têm prazo de conclusão para meados de 2020 e as obras em andamento já estão bem avançadas".

A concessionária voltou a afirma que já possui 70% do contorno em obras "com 34,4 quilômetros em andamento". Até o momento, já foram investidos R$ 1 bilhão na implantação da nova rodovia. A desapropriação para que a obra possa seguir está em 95%, afirma a nota.

Leia a nota, enviada a pedido da reportagem, na íntegra:

O Trecho Norte, localizado em Biguaçu, sob execução da construtora Salini Impregilo, têm prazo de conclusão para meados de 2020 e as obras em andamento já estão bem avançadas. Também não tivemos nenhum impacto no cronograma geral de entrega do Contorno Viário de Florianópolis, que está mantido para dezembro de 2021.

Temos pouco mais de 600 trabalhadores nas frentes de obras, que realizam atividades de terraplenagem, implantação de geodrenos, desmonte e escavação de rochas, fabricação de vigas pré-moldadas, construção de obras de artes especiais (trevos, pontes, viadutos e passagens superiores e inferiores), além de obras de pavimentação.

A Arteris Litoral Sul possui 70% do Contorno em obras, com 34,4 quilômetros em andamento, e já investiu quase R$ 1 bilhão na implantação da nova rodovia. Os 13 programas ambientais em desenvolvimento seguem sendo executados normalmente e a desapropriação já está a 95% de avanço.

 

 

Por Diário Catarinense/ Foto: Betina Humeres / Diario Catarinense