Preso motorista acusado de atropelar e matar idoso em Bombinhas, o mesmo já responde processo por dirigir embriagado

13/05/19 às 17h17
Atualizado em 13/05/19 às 21h18

 Na madrugada do dia 11, por volta das 04h47min, ocorreu um atropelamento com óbito do Sr. JOSÉ MUZI JUNIOR, de 76 anos. A vítima andava com sua bicicleta trabalhando como catador de latinhas, quando foi atropelado pelo veículo Renault/Sandero de cor branca no bairro Canto Grande, em Bombinhas. José foi arremessado cerca de vinte metros para a frente, tendo o motorista evadido-se do local sem prestar socorro. Imagens de câmeras de uma residência filmaram o acidente.
No domingo, dia 12, a Polícia Militar recebeu denúncia via 190 indicando quem seria o suposto motorista e repassando o endereço onde o veículo estava escondido.

A Polícia Militar realizou diligências e identificou o motorista e o paradeiro do automóvel. As informações foram compartilhadas com a Polícia Civil que instaurou inquérito policial e, considerando as circunstâncias do atropelamento e que o autor já responde a processo criminal por dirigir embriagado, evadir-se do local do acidente e lesão corporal na direção de veículo automotor, representou-se pela prisão preventiva do motorista, bem como pela expedição de mandado de busca e apreensão do veículo.

Tais representações foram de pronto analisadas pelo representante do Ministério Público que se manifestou favoravelmente, bem como deferidas pelo Poder Judiciário possibilitando a prisão preventiva do autor Fernando Ismar Pereira, de 24 anos.

Em ação conjunta entre as Polícias Militar e Civil de Porto Belo e Bombinhas, foi dado cumprimento aos mandados, com consequente prisão do autor, que será interrogado e encaminhado ao presídio de Tijucas.

"Ainda seguimos diligenciando para verificar se o motorista estava embriagado no momento do acidente. Caso alguém tenha informação ou presenciou o autor em alguma festa ingerindo bebida alcoólica na cidade de Porto Belo, na madrugada em que ocorreu o atropelamento, procure a Polícia Militar ou a Delegacia de Polícia de Bombinhas para prestar seu depoimento e contribuir para o esclarecimento dos fatos", ressalta o comandante Alex Matias.