Segunda parcela do 13º ao funcionalismo público injeta R$ 217 milhões na economia catarinense

20/08/19 às 14h14
Atualizado em 20/08/19 às 14h47

 Já está na conta dos servidores ativos, inativos e pensionistas do Estado a segunda parcela do 13º salário. Os valores, que correspondem a 25% do benefício, foram depositados ainda no fim de semana. O pagamento soma R$ 217 milhões para mais de 149 mil pessoas, sendo 80,3 mil funcionários ativos, 56,8 mil inativos e 12,2 mil pensionistas. Em 19 de julho, já havia sido depositada a primeira parcela, também referente a 25% de um salário. Somando as duas parcelas, o total liberado ultrapassa R$ 430 milhões.

“O Estado de Santa Catarina tem feito um esforço para poder honrar seus compromissos. Há muitos Estados que ainda parcelam a folha mensal de seus servidores e aqui é diferente. Os salários estão em dia e, com essa segunda parcela, já adiantamos 50% do 13º. Acreditamos na economia catarinense e numa retomada robusta do crescimento para seguir fazendo as entregas que a sociedade necessita”, afirma o governador Carlos Moisés.

De acordo com o cronograma divulgado pelo Executivo estadual no início de julho, a terceira e última parcela do 13º será paga aos servidores no dia 17 de dezembro, com valores correspondentes a 50% de um salário.

Conforme o secretário de Estado da Fazenda, Paulo Eli, antecipação foi possível graças às medidas de contingência e de reformulação administrativa que o Governo vem adotando, tanto para gerar economia como para restituir ao tesouro os recursos devidos ao Executivo.

Para dimensionar o esforço do atual governo em provisionar os recursos necessários à antecipação do 13º salário, é importante ressaltar que apenas em dívidas de financiamentos obtidos anteriormente, serão pagos, neste ano, um total de R$ 2,4 bilhões. Em 2018, esse valor foi de R$ 1,805 bilhão, enquanto em 2017, essa quantia não superou os R$ 1,264 bilhão. Destaque-se ainda, a cobertura do déficit previdenciário, que superará em 2019 os R$ 3,9 bilhões.