Sem manutenção, cratera aberta na SC-108 completa oito meses e coloca motoristas em risco

14/02/18 às 11h11
Atualizado em 14/02/18 às 11h45

Cratera na SC-108 entre as cidades de São João Batista e Major Gercino (Foto: Graciela Andrade/ NSC TV)

Após oito meses quando a chuva destruiu metade da faixa da rodovia no km 165.500 da SC-108, em São João Batista, na Grande Florianópolis, a via segue sem previsão de solução por parte do Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra), responsável pela manutenção do trecho. Neste período, outras rachaduras se formaram no asfalto e o risco de desabamento aumentou por causa da falta de reparos.

Por conta do tempo, até mesmo as placas de sinalização para alertar sobre o deslizamento chegaram a cair na cratera.

Os motoristas que passam pela rodovia em direção a Major Gercino, na altura do km 166, precisam invadir a pista contrária para seguir viagem e evitar acidentes.

 

O asfalto começou a ceder em junho de 2017 depois de um período forte de chuva ao largo do Rio Tijucas. Moradores que precisam passar pela rodovia diariamente e motoristas ouvidos pela reportagem criticaram as condições da rodovia.

O Deinfra informou naquela época ao Jornal do Almoço, que faria uma obra em caráter emergencial, sem a necessidade de licitação. No entanto, nesta terça-feira (13), o órgão disse que só teria uma resposta sobre o assunto na quarta-feira (14), após o feriado do carnaval.

 

 

 

Reportagem G1 /SC