Elon Musk diz produzir chip capaz de curar a cegueira

26/03/24 às 20h20
Atualizado em 13/04/24 às 09h35
Visualizações: 229

Foto: Divulgação

Quando a Neuralink criou o chip cerebral, seu propósito inicial era auxiliar pessoas com diversos tipos de paralisia, como a tetraplegia. No entanto, recentemente, o alcance do implante foi ampliado. De acordo com Elon Musk, o dispositivo agora tem a capacidade de restaurar a visão em casos de cegueira.

Macacos submetidos ao implante recuperaram a visão

A afirmação do magnata, divulgada em uma postagem na plataforma X, baseia-se em testes realizados até o momento apenas em primatas. Segundo Musk, o implante Blindsight possibilitou que os animais cegos recuperassem a visão.

Há projeções de que essa resolução possa superar a visão humana no futuro

Inicialmente, Musk revelou que a resolução das imagens transmitidas para o cérebro é baixa, assemelhando-se aos gráficos iniciais dos videogames Nintendo. No entanto, há projeções de que essa resolução possa superar a visão humana no futuro. O empresário enfatizou que nenhum dos macacos submetidos ao dispositivo Neuralink morreu ou sofreu ferimentos graves. As informações foram relatadas pela Euronews.

Controlar objetos com a mente?

No entanto, a capacidade do chip cerebral da Neuralink de permitir que os seres humanos controlem objetos com a mente tem gerado controvérsias em todo o mundo. Apesar do entusiasmo com essa inovação, os cientistas também manifestaram preocupações em relação ao dispositivo.

Em uma entrevista à revista Nature, cientistas levantaram questões sobre a transparência da empresa de Musk em relação ao experimento. O teste do chip cerebral em humanos não foi registrado no repositório ClinicalTrials.gov, que é gerenciado pelos Institutos Nacionais de Saúde dos EUA e é uma referência técnica para muitas instituições.

O neuroengenheiro da Universidade de Oxford, no Reino Unido, Tim Denyson, ressalta que não há informações sobre o local onde a empresa está realizando os implantes e quais resultados serão avaliados.

Fonte: Visor Notícias

Getsites