Homem prende e tortura mulher e filhas por dias em sítio em Itapema

13/10/21 às 16h16
Atualizado em 16/10/21 às 15h51
Visualizações: 1461

Foto: PM/Divulgação

O terror vivido por uma mãe e as duas filhas nos últimos dois dias foi finalmente encerrado na manhã desta quarta-feira, 13 de outubro. As três mulheres foram vítimas de tentativa de feminicídio, lesão corporal dolosa, cárcere privado e ameaças perturbadoras

A polícia foi acionada com urgência na rua 610, no bairro Tabuleiro das Oliveiras, em Itapema. As informações eram de que no local o marido havia tentado matar a esposa e a filha.

A menina, de 13 anos, recebeu os militares bastante assustada e entregou um bilhete informando que o pai havia tentando matar ela e a mãe. O homem foi encontrado com um cigarro de maconha e não reagiu à abordagem. Foi algemado e levado para a Delegacia de Polícia Civil.


VERDADEIRA TORTURA
As vítimas, bastante abaladas, contaram a violência que vinham sofrendo. A filha relatou que o pai levou ela, sua mãe e sua irmã, de 18 anos, para um sítio no bairro Areal, na segunda-feira, 11.

No local o homem agrediu as vítimas e tentou matá-las com um machado. Elas foram mantidas trancadas dentro da casa. Durante este tempo sofreram também violência psicológica. O homem dizia para as vítimas que iria matar a avó e atear fogo na casa da idosa.

A menina contou que o pai estava extremamente transtornado e agressivo, arremessou cadeiras e até a mesa nas vítimas. Colocou barro dentro do arroz e as obrigou a comer.

A mãe confirmou o relato da filha, falou ainda sobre os socos e chutes que levaram do companheiro. A mulher afirmou que o homem disse várias vezes que elas não iriam sair de lá vivas. A casa foi trancada com um cadeado e o agressor alegava que iria estar do lado de fora esperando caso elas tentassem pular uma das janelas, ele passaria com o carro por cima delas se fizessem isso.

Em um dos momentos em que a filha menor foi tentar defender a mãe das agressões, o homem a chutou nas costelas. As mulheres desejaram representar contra o autor. Ele foi preso.

 

Fonte: Vipsocial