Mulher corta pênis do marido após descobrir traição

29/12/23 às 16h16
Atualizado em 17/04/24 às 07h33
Visualizações: 708

Uma cozinheira de 34 anos, está presa desde que descobriu uma traição do marido e decidiu usar uma navalha para cortar o órgão genital dele. O caso aconteceu em Atibaia, no interior paulista, na semana passada.

Mãe de dois filhos, de 8 e 18 anos, ela se apresentou na delegacia da cidade na madrugada da sexta-feira (22), logo após cometer o crime.

“Boa noite, moço. Eu vim me apresentar, porque eu acabei de cortar o pênis do meu marido”, disse, no balcão de atendimento.
Aos policiais ela alegou ter descoberto que o seu marido, um homem de 39 anos, a havia traído com sua sobrinha de 15 anos. A traição teria acontecido no dia 12 de dezembro, no aniversário da cozinheira. Para comprovar sua versão, a defesa também apresentou prints de trocas de mensagens entre o homem e a adolescente.

Na conversa, ele manda uma foto do próprio órgão genital e pede: “Me manda uma dos seus peitos”. A jovem responde com o nude.

No interrogatório, a cozinheira diz que “ficou muito irritada” e confessa que premeditou o crime. De acordo com o seu depoimento, após esperar o marido chegar em casa e deitar na cama, ela iniciou uma relação sexual com o intuito de deixá-lo excitado. O homem teve as mãos amarradas por uma calcinha. Só então a mulher cortou seu pênis, tirou uma foto e descartou o órgão no vaso sanitário. Em seguida, ela deu descarga para “evitar o reimplante”.

Ela explica que já tinha a navalha em casa porque “faz bico com maquiagem e sobrancelhas”. De acordo com seu depoimento, sua renda mensal é de R$ 1,9 mil.

Presa temporariamente por suspeita de tentativa de homicídio, o advogado dela entrou com habeas corpus no qual alega que a autora se apresentou espontaneamente na delegacia e defende que o crime seja considerado “lesão corporal grave”. O pedido liminar da defesa foi recusado.

Em entrevista, o homem que teve o pênis cortado disse que perdoa o ataque de fúria e que vai tentar colocar uma prótese.

Segundo relato, ele foi atraído para casa com a promessa de uma noite de amor. “Foi tudo muito rápido. A luz estava apagada. Ela acariciou [meu pênis] e, em seguida, cortou. Senti minha virilha esquentar”, contou. O homem, então, teria afastado a mulher, que acendeu a luz. “Tinha muito sangue e eu perguntava: ‘Por que você fez isso?’, relata.

Ele diz que ainda tentou usar o carro para buscar socorro, mas a mulher tinha escondido a chave do veículo. Sangrando muito, ele foi caminhando até uma unidade de pronto atendimento do bairro. O marido recebeu atendimento médico e já se recupera em casa.

Sobre a agressão da esposa, disse que foi “uma tragédia”. “Ela está pagando por isso.”

Fonte: Metrópoles

FONTE: VISOR NOTÍCIAS

Getsites