São João Batista vai para o livro dos recordes depois de fazer a maior vaca atolada do Brasil

24/07/17 às 08h08
Atualizado em 19/11/21 às 01h02
Visualizações: 13

Foto: Prefeitura/Divulgação

 Ao meio dia deste domingo (23) São João Batista entrou oficialmente para o Livro dos Recordes do Brasil por produzir a maior Vaca Atolada da história, foram 1480 quilos de alimentos. Os trabalhos que iniciaram ainda na noite de sábado (22) foram comandados pelo chefe de cozinha Deyve Darossi.

Os técnicos do Ranking Brasil estiveram na 1ª Festa do Aipim acompanhando a produção do prato típico. A 1ª Festa do Aipim e 11ª Festa do Colono seguem durante a tarde, com show do Grupo Fogo de Chão a partir das 15h00. Com o reconhecimento do recorde, a administração municipal acredita na valorização ainda maior do aipim produzido no município.

Para cozinhar os mais de 1400 quilos de alimentos foi feita sob encomenda uma panela gigante com três metros de diâmetro. A comida está sendo fornecida gratuitamente aos agricultores presentes na festa, com a cobrança de R$ 15,00 aos demais.

O cultivo do aipim é o principal produto da economia agrícola do Município. “Somos a Capital Catarinense dos Calçados, mas não podemos deixar de lado essa cultura trazida pelos nossos antepassados e leva o nome de São João Batista para muitas mesas pelo nosso estado”, acrescenta o secretário de desenvolvimento, Plácido Vargas.

De acordo com informações da Secretaria de Agricultura, São João Batista conta com 200 produtores. São cultivados uma média 350 hectares, o equivalente a 350 campos de futebol. Deste número, a maior parte produz o aipim e o restante mandioca para produção de farinha.